sexta-feira, novembro 17, 2006

Pena de morte à pena de morte

É inacreditável como em pleno século XXI e depois de tantas conquistas no que aos direitos do homem diz respeito, ainda existam países onde a pena de morte é aplicável. Outrora esquecida, voltou novamente a constar da agenda dos governos e da comunidade mundial . Esta terá sido das poucas coisas boas com que Saddam contribuiu para o mundo, mas será certamente esquecida pouco tempo após a sua execução.
O que não consigo verdadeiramente entender é como é possivel que um país (que eu muito admiro) que apregoa os valores da liberdade, da democracia, dos direitos do homem, se esqueça de um direito fundamental deste último, que é seu próprio direito á existência. Ninguém tem o direito de tirar a vida a quem quer que seja, independente de todas as razões objectivas que possam levar a esse desfecho. Se assim não fosse, qual o sentido de existir um poder judicial em qualquer estado de direito?
Quanto ao cartoon só mesmo um animal insensível se pode rir da execução da pena de morte , mesmo que essa pena seja executável a uma pessoa como Saddam Hussein, um dos mais terriveis e maquievélicos ditadores que a história infelizmente conheceu.

3 comentários:

Daniel disse...

Comungamos ambos de muitos valores e ideais, mas nunca hei-de perceber essa tua admiração por um país como os EUA. Mas tenho que respeitar, esperando que numa conversa séria tu me esgrimas argumentos válidos na defesa de uma nação governada por um verdadeiro tirano. Abração

Hugo Sousa disse...

Ora...
Ca vai a minha contribuição. Não estou de acordo contigo xandinho, mas estou contigo dani... Isto é, com o dani na medida em que não admiro os EUA em nada, ou muito pouco. Povo burro e que se julga acima de qualquer outra nação...
E sou a favor da pena de morte... Ainda hoje no telejornal e a proposito do caso Vanessa se ficou a saber do agravamento das penas julgo ter sido a mae e avó... Ora, uma mão e uma avó são de ter uma ligação maternal muito forte com a filha e neta respectivamente... Agora violência doméstica, e ocultação de cadáver, atirando-a ao rio douro...Isto é de gente macabra e q não merece o minimo de respeito e de misericordia!!! Poderão dizer que prisão perpétua seria a escolha mais acertada. Pois eu recuso-me a que o dinheiro dos meus impostos (ou futuros impostos) sirvam para manter pessoas senão animais assim nas nossas prisões ja sobrelotadas. Que esse meu dinheiro lhes dê 2 ou 3 refeiçoes por dia.
SOLUÇÂO: injecção letal!

Já que não existe forma de prever homicidios como no filme de ficção Minority Report... Que esta pena de morte sirva de aviso a quem passe pela cabeça matar outra pessoa!!

Fernando disse...

Que belo blog! Por sinal de outro conterrâneo, qualquer dia Fornos torna-se no Sillicon Valey de Portugal... quase!
Também eu já postei alguma coisa sobre este tema, e claro que sou contra a pena de morte.
Hugo, com o devido respeito, fizeste-me lembrar aquele episódio do Gato Fedorento, (... deviam era pegar todos neles e mete-los lá pra dentro...). È um assunto demasiado complexo para ser tratado com a mesma levindade que a TVI trata as noticias!
Abraço.