quarta-feira, dezembro 27, 2006

Violência Automibilistica

Estamos a chegar ao fim de 2006 e as notícias no que diz respeito a acidentes mortais em que estão envolvidos feridos graves não param de aumentar. Na minha opinião são inúmeras as razões que estão na origem destes acidentes.
Começaria por referir a falta de cultura cívica existente neste momento na sociedade portuguesa, em que impera o egoísmo e o egocentrismo. O facto de alguns só pensarem em si, faz com que pensem, que eles são os únicos na estrada com pressa de chegar ao destino e todos os outros, não são mais que obstáculos que o destino lhe colocou para os impedir de chegar onde desejam. É esse mesmo egoísmo que faz com que alguns automobilistas conduzam sob efeito de álcool e drogas com todos os perigos, que felizmente hoje são do senso comum, que estão inerentes a este acto para si próprio e para todos os outros condutores.
Outro factor reside no sistema de ensino de condução em Portugal. Todos temos conhecimento de como são tiradas cartas de condução em determinadas zonas do País. Não há quase nenhum português que não tenha uma história para contar acerca da forma como outros ou ele próprio tiraram a carta. Assim, este é mais uma vez um problema social e não um problema relacionado com as estradas. Enquanto neste País, a corrupção imperar da forma que impera em todos os sectores de actividade, jamais conseguiremos alcançar o patamar a nível europeu que todos nós (espero eu!) desejamos.
Em outras ocasiões, o traçado das estradas poderá ter alguma importância no acontecimento de acidentes, mas nunca é o factor principal promotor do acidente. Quanto aos aspectos climatéricos, problemas de manutenção das estradas, etc. incluirei todos estes factores em acontecimentos a que eu chamo aleatórios, assumindo eu o erro que consiste na inserção da manutenção das estradas no campo da aleatoriedade.
Pois bem, mudem-se as mentalidades, e mudar-se-á o nosso rumo em direcção ao sucesso!

2 comentários:

al cardoso disse...

Pois que os seus votos se cumpram.

Quanto aos acidentes, so desejo que este comeco de ano, nos nao traga as tristes noticias da epoca de Natal.

Quando sera que as pessoas aprenderam a conduzir com civismo???

Ultra Beirões disse...

Concordo plenamente, trata-se fundamentalmente de uma enorme falta de civismo!
Enquanto neste país reinar o "xico-espertismo", seja na estrada ou em qualquer outra área, nunca poderemos sonhar muito alto.
Abraço e boas entradas.