domingo, fevereiro 11, 2007

Venceu o SIM!

É com muita alegria que escrevo neste momento este post...Ainda sem resultados definitivos, todas as projecções incluindo a que eu apresento na imagem, dão uma vitória ao SIM no referendo sobre a despenalização do aborto! No entanto, nem tudo é a meu ver positivo, uma vez que os valores da abstenção voltam novamente a ser superiores a 50%, o que não prestigia em nada a realização dos referendos e reduz ao mínimo a margem de credibilidade daqueles que dizem que o poder político decide sempre sem consultar os cidadãos!

Fazendo um balanço acerca deste referendo dou ênfase aos seguintes pontos:

1- A campanha foi realizada num tom de grande correcção por parte das principais personalidades que defendiam tanto o Sim como o Não, pelo que, apesar de mesmo assim terem existido alguns (poucos) exageros de ambas as partes, devemos estar orgulhosos como portugueses pelo tom como correu esta campanha!

2- É com muito orgulho que vejo que a maioria do povo português conseguiu "sair" da opinião da Igreja Católica e de alguns preconceitos tão inapropriadamente enraizados na nossa sociedade.

3- Devo realçar um programa (Prós e Contras), que em muito me ajudou a fundamentar a minha opinião e a de muitos outros portugueses num sentido ou noutro, pelo que, tanto nós como contribuintes, como a RTP, como televisão emissora, devemos estar orgulhosos pelo serviço prestado a todos os eleitores e cidadãos portugueses.

4- A espontaneidade dos movimentos cívicos, quer do Sim quer do Não, que em muito contribuíram o esclarecimento dos eleitores.

5- Realçar a forma desportiva como os resultados foram aceites e interpretados por todos os movimentos e partidos políticos, com excepção do Dr Ribeiro e Castro e sobretudo pelo Dr João Paulo Malta, que não foram capazes de entender que esta é a vontade da maioria dos portugueses, apesar de esta ser diametralmente diferente das suas!
6- Referir pela negativa o facto da ausência de figuras que facilitassem a escolha do "Sim" ou "Não", por parte de pessoas vítimas do analfabetismo aquando do acto de voto, sobretudo quando este, ainda é infelizmente um grave problema civilizacional sobretudo nas populações do interior do País.

Para finalizar o post desejo que finalmente possa voltar a ouvir um dos meus programas preferidos de rádio, emitido pela Antena1, intitulado de "Amor é..." com Júlio Machado Vaz e Ana Mesquita e que foi suspenso pela RDP por directiva da Comissão Nacional de Eleições, devido ao facto de os 2 locutores terem emitido a sua opinião favorável ao sim neste referendo e não existir nesse mesmo programa qualquer tipo de defesa por parte do não. Para quem vê com muito gosto as escolhas de Marcelo, ainda bem que não foi adoptado o mesmo critério, mesmo que assim tenha sido criado uma dualidade de critério em relação ao programa e locutores em questão.

Cumprimentos para todos, e obrigado por terem votado também neste blog!

2 comentários:

Daniel Pinto disse...

Mais um grande post amigão. Concordo plenamente com tudo o que escreveste. Hoje em dia toda a gente assina crónicas em jornais de referência e, muitos deles, a troco de muito dinheiro e pouquíssimo conteúdo. Tu tens talento, criatividade, opiniões bem fundamentadas e assumes posições. Passaste a figurar ao lado do Miguel de Sousa Tavares, na lista dos meus "cronistas" favoritos. Continua assim miudo... igual a ti próprio. Grande Abraço

Alexandre Lote disse...

Obrigado grande amigo! Com tanto elogio nem sei o que escrever...Continuamos todos á espera da tua estreia no blog! Grande abraço