quarta-feira, março 28, 2007

"Venceu" Salazar! Estupido resultado tal como o método de votação!


Aproveito esta semana este espaço para reflectir sobre o concurso que elegeu o maior português de sempre. Julgo ser importante realçar alguns aspectos positivos e negativos inerentes ao programa, assim como a posterior análise dos resultados. Aspectos Positivos:
1- O programa tinha um elevado carácter didáctico, uma vez que nos dava uma abordagem geral sobre a vida e a obra de algumas personagens que marcaram uma determinada época da história de Portugal.

2- O programa enquadrava-se na ideia de Programa de Interesse Público, algo que os responsáveis da RTP, jamais poderão retirar do seu pensamento

3- A forma como cada um dos apresentadores (uns melhor que outros) apresentou a vida e obra de cada um dos candidatos.

Aspectos Negativos:

1- Método de eleição escolhido, uma vez que uma votação on-line sem qualquer tipo de restrições, pode facilmente conduzir a resultados que não expressam a grande maioria dos portugueses, pelo que espero que da próxima vez haja mais cuidado na escolha do método de voto.

2- Julgo que a própria ideia de eleição neste tipo de programa é quase ridícula, uma vez que a obra de cada um não pode ser de tal forma quantificada que possa ser comparada com a dos outros. Penso que a grande maioria dos candidatos tiveram uma grande importância no nosso desenvolvimento enquanto País, nos mais variados domínios, político, geográfico, cultural, etc. pelo que a explicação da sua contribuição individual seria o suficiente para o sucesso do programa.

Avaliação dos Resultados

Sou da opinião que devido ao hilariante método de votação o resultado seria previsível, ou seja a vitória de alguém que foi um ditador, que mandou para a prisão todos os que se lhe opunham e lhe poderiam fazer frente, etc., etc., etc. Julgo que estes resultados se devem a uma votação em massa, de estilo corporativo no citado candidato, por forma a tentar trazer á ideia dos portugueses o pseudo sucesso da ditadura fascista em Portugal.

Devo também salientar que os políticos mais recentes se têm quase esquecido de lembrar todos os horrores feitos pelo Estado Novo, uma vez que julgavam estar instalada na sociedade portuguesa uma aversão ao citado regime, que ao que se verifica, não é assim tão evidente como o pensavam..,

Combatam o fascismo, porque os seus apoiantes, tal como em outros momentos da história, estão á espera de uma abertura por parte da sociedade para que se possam de novo instalar!

6 comentários:

Magno disse...

A classe politica que ponha as mãos na consciência!
Os tachos, os lobbies, corrupção, êxodo rural, falta de planeamento urbano, aumento de impostos em nome do défice, assimetrias entre ricos e pobres, litoral e interior!
No meu entender foram estas as principais razões pela escolha de Salazar!
A miséria daquele tempo, a falta de liberdade de pensamento, as torturas aos opositores do regime, e o Tarrafal não devem ser esquecidos.
Contudo até hoje nunca ouvi a ninguém a chamar Salazar de corrupto ou alguma obra por ele promovida ter sofrido derrapagem orçamental!
Um abraço, do Magno com o pensamento no Castro de Santiago.

Alexandre Lote disse...

Caro amigo magno, permita-me que descorde quanto ao facto de salazar não ser corrupto...vai-me desculpar mas um homem que falsifica resultados eleitorais é um melhor modelo da corrupção e quanto ás derrapagens...alguem no estado novo controlava o financiamento das obras...alguma entidade isenta, independente do Estado...? julgo que não e como todas as ditaduras, a dele só publicava o que er apropaganda para si e para o seu governo, pelo que mandar publicar derrapagens financeiras seria a última coisa que passaria pela cabeça deste senhor!

Alexandre Lote disse...

o meu comentario tem um erro "descorde" - obviamente seria discorde

al cardoso disse...

So posso conseguir encontrar nesta votacao o resultado de votos pagos e, uma verdadeira revolta contra os politicos que em vez de servirem servem-se!

Um abraco do d'Algodres.

Luis Almeida Pina disse...

Não sinto que Salazar tenha ganho alguma coisa, e só acreditam aqueles que no tempo do Salazar se esqueceram da fome que passaram, e da escravatura a que eram sujeitos, acredito sim, que estes políticos de agora se tenham assustado um pouco, e ponham a mão na consiência e pensem melhor no Povo que os elege livremente.
Um abraço
Luis Almeida Pina

Anónimo disse...

Penso que além dos votos em maça dos saudosistas tambem foi um voto de protesto das pessoas que se sentem enganadas pelos sussessivos governos que nos desgovernam,de qualquer maneira não tem qualquer valor politico nem serve como sondagem. Eu neste momento sou um desiludido politico pois não me revejo em nunhum partido atual.
desculpa a intromissão no teu blog, eu sou irmão do Al.Cardoso
abraço António Cardoso