domingo, janeiro 28, 2007

O Sitema provoca terramoto em Lisboa!

Pois bem, esta semana este foi o tema que concentrou a atenção dos media portugueses e tratando-se de uma tema de ordem política muitos foram os comentadores que apareceram na televisão, jornais, rádios para emitir a sua forma de interpretar o problema.
Pois bem aqui fica a minha interpretação dos factos:
Santana Lopes ainda enquanto Presidente da Câmara Municipal de Lisboa enviou ás autoridades competentes todo o processo que envolve a BragaParques, uma vez que não tinha a certeza da legalidade do mesmo. O acordo da troca de terrenos aconteceu na altura em que Pedro Santana Lopes era Primeiro Ministro e Carmona Rodrigues Presidente "Interino" da Câmara Municipal de Lisboa. Possivelmente já nessa altura, Pedro Santana Lopes, saberia que não seria ele a primeira escolha do Dr. Marques Mendes para as próximas eleições autárquicas à Câmara de Lisboa que estavam cada vez mais próximas.

Tal como previra Santana Lopes, Marques Mendes escolheu o actual Presidente da Câmara de Lisboa, Eng. Carmona Rodrigues. Nessa altura Marques Mendes assumiu que a sua escolha por certo viria a ser, um exemplo de gestão autárquica de que muito se orgulharia o Partido Social Democrata e o País.
Acontece que esta semana ocorre o verdadeiro "estoiro" do caso BragaParques. Deste caso resultou que foi constituída arguida uma vereadora do PSD, e um dos vice-presidentes pode mesmo vir também a sê-lo, ou seja, pessoas muito próximas e de total confiança do Presidente de Câmara estão "indiciadas" neste caso judicial. Rapidamente, a arguida, a vereadora do Urbanismo, Gabriela Seara, suspendeu imediatamente o mandato, numa atitude louvável, para que possa independentemente exercer o seu direito de defesa perante tudo aquilo de que é acusada.

Acontece que com estes acontecimentos, a juntar á ruptura da coligação PSD-CDS/PP a Câmara vive hoje num clima de instabilidade política.

Rapidamente saiu a terreno o Dr. Luís Filipe Menezes a criticar o líder do partido pela escolha e a reclamar que o líder deveria demitir-se pois estaria em causa uma escolha politica pessoal do Dr. Marques Mendes. Sinceramente gosto do estilo do Dr. Luís Filipe Menezes, pois tem uma maneira diferente de fazer política. Talvez por estar mais ligado ás ciências do que ás letras...digo eu! Ele agita as águas quando o mar parece calmo e tem aquilo que deveria ser comum, mas que começa a tornar-se um "dom" de dizer aquilo que pensa da forma que o pensa! No entanto, parece-me que desta vez ele procura fragilizar o líder, pois vê nesta altura um bom momento para assumir a liderança do partido, isto porque as principais figuras do partido estarão certamente a preparar a sucessão a Marques Mendes mas num horizonte temporal mais longínquo, onde provavelmente o Dr. Luís Filipe Menezes não conseguirá ganhar! Mas ele faz parte da família dos "Enfant Terribles" do partido, por isso é esperar para ver.

Por fim, julgo que o epílogo desta história será a realização de eleições intercalares para a Câmara, porque será muito difícil a Carmona Rodrigues suster os constantes ataques que acontecem não só da oposição (como seria de esperar) como também do seu próprio partido, isto porque em Política e palavra Fair Play não existe e quando vemos um jogador (político) mesmo que seja da nossa equipa (partido) a abanar, normalmente e infelizmente, o passo seguinte é isolá-lo e “eliminá-lo”! Se Carmona sobreviver a estes ataques, aqui fica o meu voto de louvor para com a sua pessoa, caso contrário só me resta dizer, uma frase que se tornou moda em Portugal:

É o Sistema Eng. Carmona Rodrigues!

1 comentário:

al cardoso disse...

E se calhar ha mesmo "um sistema"!!!

Um abraco fornense, e forca para a Meda.