sexta-feira, junho 01, 2007

Ambiente primeiro, betão depois...

Depois de muito tempo ausente, volto com uma tema que me fez ganhar o dia, ou a noite (04h06 am, 1 de Junho de 2006).

É com muito agrado que leio uma notícia no Público hoje... Dou a mão à palmatória quanto aos nossos vizinhos espanhóis. Se é verdade que o português nutre um ódio especial quanto a "nuestros hermanos", também é verdade que devemos olhar para as suas políticas ambientais, entre outras.
Ora vejamos este caso: Espanha chumba auto-estrada de 300 km para salvar lince ibérico.
Daí o meu título para este post... Será que o nosso governo tomaria a mesma opção? E falo do governo, não de um partido que está agora no poder, mas no sentido lato. Nós, que deixámos esta mesma espécie chegar à extinção no nosso território, apenas por falta de vontade política. Fico agradecido ao Governo Espanhol por não deixarem que esta espécie, uma das endémicas da Península Ibérica consiga sobreviver apesar de todas as adversidades. Espero agora que o pacto assinado entre os 2 países para que possamos ter novamente estes belos animais, embora em cativeiro, seja o primeiro passo para a sua repovoação no nosso País.
Porque quando protegemos este animal, protegemos outros mais, que partilham do mesmo habitat. A isso chamamos uma espécie guarda-chuva.
É importante também que não só os governos travem estas lutas contra a extinção de espécies ameaçadas, mas também todos nós... Nem que seja somente informando e educando, porque esse é o primeiro passo para a grande batalha que é a Conservação da biodiversidade.

Em jeito de final, deixo a espantosa diminuição do lince ibérico... Em menos de 40 anos passaram de milhares de indivíduos para apenas uma centena...

Imaginem um mundo onde as vossas crianças só saberiam o que um elefante, uma baleia, um felino como o lince ibérico ou o tigre da Sibéria, gorilas e inofensivos pandas, tucanos, papagaios e rinocerontes são através de livros, museus de história natural, ou documentários com dezenas de anos...
E como hoje é dia 1 de Junho, se não o faremos por nós, tentemos fazê-lo pelos que hoje comemoram o seu dia, para que tenham direito ao que nós tivemos, ou talvez mais...

Digam lá se estes pequenotes não merecem a nossa atenção??

P.S: Vejam os vídeos na secção ao lado, mas realço o quarto vídeo. Certamente não se arrependerão!

2 comentários:

al cardoso disse...

Pois merecem, e felizmente ja vemos muitos jovens como o meu amigo, interessados na defeza do ambiente e das especies em vias de extincao, o que para um cinquentao como eu e uma esperanca.
Que as escolas continuem a fazer com que as novas geracoes sigam alguns bons exemplos, sao os meus votos.
Um abraco amigo do d'Algodres.

Alexandre Lote disse...

Grande entrada grande amigo.

Foi de facto uma bela noticia para todos os que querem um Mundo com espaço para todos os seres, e em que ninguém tem o direito de minorar a existência de qualquer animal em qualquer parte do globo.

Grande abraço amigo