sexta-feira, abril 20, 2007

Assassino da Vírgina Tech - Há doenças que não explicam tudo!


Triste, muito triste…. Comecei assim, este post pois é com imensa tristeza que aconteceu um autêntico massacre na Virginia Tech… Um “miúdo” maldoso quis mostra-se pró mundo nas piores circunstâncias…

Todos nós sabemos, através da comunicação social, que praticamente todos os meses existe violência nas nossas escolas, entre alunos e professores; que todas as semanas existem ameaças dos alunos para os professores; que todos os dias existem palavrões ditos dentro da sala de aula para intimidar os professores, mas jamais pensaremos que exista um TERROR/MASSACRE daquela dimensão no nosso pequeno Grande Portugal…

Sabe-se que o atirador (Cho Seung-Hui) que matou 32 pessoas na Universidade Virginia Tech sofria de autismo, pergunto eu, será que sofrer de autismo é sinónimo de fazer o que fez???

No dia seguinte ao massacre, no Jornal Coreano foi publicado um cartoon onde Bush aparece a dizer algo semelhante a: “agora sim os coreanos podem ter a certeza que as armas americanas são realmente boas”. Quero com isto dizer que estes massacres, poderiam ser evitados, ou melhor, poderiam ser mais difíceis de acontecer, se nos EUA fosse mais difícil comprar uma pequena arma. Este rapaz, que andou a alguns meses a programar isto tudo (segundo o FBI), conseguiu essas duas armas numa loja normal (de armas!!) na data de 11 de Março e 13 de Abril, pois segunda a legislação deles, uma pessoa que compre uma arma, tem de esperar cerca de um mês para poder adquirir outra… Que problema!!!!!

Gostaria que vocês, queridos leitores opinassem sobre isto e o que acham acerca deste problema.

Abraço e cumprimentos, Bruno Costa

3 comentários:

Magno disse...

Já Michael Moore, no seu documentário " Bolling for Comlumbine" a respeito de um massacre perpetuado por dois jovens num liceu dos EUA, se referia aos lobbies existentes nos EUA relacionados com o sctor bélicista, bem como ao facto de muitas áreas dos EUA, os chamados suburbios mais pobres serem totalmente desprovidos de condições sócio - desportivas como forma de entreter os jovens!
Num país de opurtunidades onde se arrisca a nível empresarial soberba, com um elevado nível de investigação e desnvolvimento por parte das universidades, é muito triste saber que por um lado existem situações de extrema pobreza, que levam a actos de violência, bem como um total desconhecimento e desleixo em relação ao estado de espirito de certos grupos de jovens dos EUA.
Só pelo facto de se chegar a um vulgar supermercado e se comprar um arma como se fosse um pacote de arroz, tendo como resultado esta situação só vêm provar que algo vai mal nas politicas sociais dos EUA.

al cardoso disse...

La que os americanos sao belicistas ja eu sabia, so nao sabia e que tambem ja tinham infectado com esse virus, os sul coreanos.

Um abraco do d'Algodres.

Adriano disse...

Esse crime foi motivado por motivos raciais e políticos, por exemplo, dizem que os coreanos sofrem preconceitos no mundo ocidental, mas na Ásia também, e a pornografia tem um papel fundamental na disseminação de preconceitos contra determinados grupos étnicos,
generalizando que algumas raças são todos sexualmente inferiores pelo tamanho pequeno dos membros sexuais, o que nem sempre é verdade, em relação a motivos políticos a Coréia é um pais que sempre foi humilhado nas guerras por vizinhos asiáticos e acabou sendo dividido em dois, por culpa dos EUA, somando todos os motivos políticos, raciais e pessoal e mais a facilidade de possuir armas e doença mental e anti-depressivo levou o rapaz a cometer esse crime. E dizem que coreanos da coréia são muito corretos em relação a educação familiar, é muito raro acontecer esse tipo de crime na coréia, tudo isso indica os problemas morais nos EUA