terça-feira, abril 10, 2007

As dependências podem ter levado ao fim da Universidade Independente!


«Tomei a decisão de proferir um despacho de encerramento compulsivo da UnI, despacho que é, por força da lei, provisório. Já mandei notificar a universidade que, nos termos da lei, tem dez dias úteis para se pronunciar, fazendo os considerandos ou as alegações que entender», afirmou Mariano Gago, em conferência de imprensa.·


Esta foi a notícia que pode ter terminado com o triste estado de calamidade a que chegou a Universidade Independente. Depois de tantos casos insólitos, uns atrás dos outros, protagonizados pelos responsáveis máximos da Instituição, o ministro Mariano Gago tomou a atitude mais sensata ao promover este despacho provisório.

Sinceramente não me preocupada nada o encerramento desta universidade, uma vez que a empresa responsável (SIDES) nunca se preocupou de facto em resolver a situação, uma vez, que segundo me pareceu, o clima de compadrio e de favores estava instalado na instituição, o que obviamente maniatou a SIDES, ficando esta sem qualquer hipótese de resolver o que quer que fosse. Foram cenas lamentáveis as que observámos na última semana, desde troca de reitores como quem troca de camisa, desde acusações sem qualquer nível por parte de pessoas com elevada responsabilidade numa instituição cuja base da sua existência é a educação, desde recusa em obedecer a ordens judiciais, enfim parecia um Reality Show de péssima qualidade!

O que me preocupa sinceramente é a quantidade de alunos que se vêm nesta situação sem qualquer responsabilidade. As suas famílias que investiram tanto dinheiro na sua educação (não esquecer que se trata de uma Universidade privada) e vêm que afinal o seu dinheiro não foi utilizado para ensinar de forma superior os seus filhos, mas sim para sustentar algumas das pessoas que geriam a Universidade. As minhas preocupações são basicamente as seguintes: Para onde irão estes alunos? Irão para Ensino Público ou Privado? Como serão actualizados e incorporados os seus currículos e aquisição de conteúdos programáticos na nova instituição?

Só espero que no final, não sejam os menos culpados os mais penalizados pela irresponsabilidade de alguns senhores doutores que teimam em "brincar" com o dinheiro de pessoas, que se sacrificam para que os seus filhos possam ter uma vida de qualidade assente num princípio essencial na sociedade moderna - o conhecimento!

1 comentário:

al cardoso disse...

Sem duvida nenhuma e de lamentar, como se brinca com as pessoas e com o seu dinheiro.
Junto o meu voto de que os alunos consigam a pesar de tudo, seguir adiante sem problemas de maior.

Um abraco deste amigo d'Algodres.